segunda-feira, abril 07, 2008

Hummm.....

Folha de S. Paulo
A vida dos outros
Fernando de Barros e Silva

SÃO PAULO - A ministra Dilma Rousseff entrou na entrevista coletiva de sexta-feira de um tamanho e saiu dela muitas vezes menor. A mãe do PAC encolheu em uma hora. Começou em tom agressivo, dedo em riste, decidida a desqualificar a Folha e sua reportagem; ao terminar, dava a impressão de desacreditar, ela própria, de suas palavras, tantas foram as hesitações, os contorcionismos, os novelos verbais em que se enroscou.

Que a ministra, e não um subalterno, tenha vindo a público tentar se explicar é o ponto positivo que fica de sua pantomima à beira de um ataque de nervos. A quem viu a mise-en-scène sem os olhos embotados pelo oficialismo, ficou evidente que mais uma mentirada deste governo não resistiu à luz do dia.

A performance provocou em mim a sensação, talvez muito particular, de estar diante de um filme sobre os porões da velha Alemanha Oriental. No meio daquele blablablá cinzento, fui remetido para ""A Vida dos Outros". Delírio?
Na véspera, o ex-guerrilheiro e, agora, ex-jornalista Franklin Martins, ministro-chefe da Tropa de Choque e da Guerra de Versões, cobrava do jornal que entregasse a sua fonte, cujo sigilo, como ele sabe (ou sabia), é uma garantia constitucional: "Quem entregou (o dossiê) para a Folha?", perguntava, tentando arrastar o ombudsman para sua confusão premeditada.
Horas antes de a ministra falar, Tarso Genro, o Rolando Lero da Justiça, dizia que a PF não poderia investigar o dossiê porque "dossiê é conceito, não fato determinado". Assim, o bacharel do submarxismo oficial inventou o lulo-platonismo.
Na Justiça, o criminalista Márcio Thomaz Bastos foi levado a atuar como advogado de defesa para reduzir danos em crises mais sérias do que essa -no mensalão, na violação do sigilo do caseiro, no dossiê dos aloprados. Os tempos são outros e o lulismo está nas nuvens. Temos até uma caricatura de filósofo a nos distrair no Ministério do Conceito. Enquanto isso, Franklin, Dilma e cia. fazem o serviço pesado.

Arquivo do blog